default_mobilelogo

drmarcelo
Responsável: Marccelo Pereyra

O SORO E A VACINA

A comunidade do trânsito adoece, com a ausência da educação. A educação é a única vacina capaz de imunizar as pessoas dos males do convívio urbano, do conflito incessante de interesses e vontades. Ela é a condutora e a promotora do entendimento, da compreensão do transitar, intermediando a pressa e a gentileza, a preferência e o egoísmo, o espaço e o tempo.

O trânsito é um ambiente de constante disputa de espaço. Nas calçadas, as pessoas se desviam umas das outras, andam na mesma direção, tropeçam, esbarram, xingam e, seguem assustadas. Nas ruas, os carros invadem faixas, atravessam à frente de outros, andam velozmente, colidem, atropelam, matam e fogem irresponsavelmente.

Os sinais, silenciosos em suas regras, coloridos em seus códigos, permanecem imóveis, ignorados por toda essa multidão que desordenadamente ocupa a cidade em todos os seus cantos, esquinas, ruas e avenidas.

A falta de educação viraliza nesse meio. Contamina a todos, transformando as atitudes de cooperação e respeito, em ações ofensivas e agressivas.

A vacina da educação precisa ser aplicada, urgentemente. Inoculada na formação cidadã, somente ela será eficaz para evitar que as pessoas adoeçam no trânsito.

Àqueles que passaram do tempo de se imunizarem, resta a prescrição dos soros e remédios que terão a missão de combater os males, já instalados.

Minha escolha faz a diferença no trânsito.

 

Estamos retomando nossas publicações nesse ano de 2017, com expectativas muito positivas para a nossa vida no trânsito.

Longe de alcançar números expressivos, na diminuição de acidentes com mortos e, acidentes com feridos, o gráfico mais atualizado que vemos abaixo, nos dá uma impressão de que algo foi feito com mais assertividade.

A diminuição desses números não esclarece para o leitor comum, o verdadeiro significado dessa mudança. Na verdade, é uma mudança complexa que envolve recursos humanos, materiais, engenharia, planejamento, sinalização, fiscalização, condições do tempo e outros elementos que juntos, e em cooperação, são responsáveis para alcançar essas mudanças.
O trânsito no Brasil carece de melhorias em todas essas áreas. Uma medida isolada pode conter um problema temporariamente, mas não o resolve definitivamente.

Por isso, precisamos estar atentos ao cumprimento das responsabilidades, públicas e privadas, dos nossos cidadãos motoristas e pedestres que, a todo momento, no dia a dia, precisam estar em constante execução, por parte de seus atores.

A sociedade brasileira precisa ser uma interventora permanente, atenta ao que acontece em sua comunidade, em seu bairro ou cidade. Vamos utilizar as ferramentas que a Internet nos permite, para denunciar, reclamar e exigir daqueles que se prestaram a ser os zeladores da ordem social, em qualquer instância ou poder, o trabalho em prol de uma sociedade justa e igualitária.

Até a próxima!