default_mobilelogo

091017 pi

Representantes de dezenas de entidades públicas e privadas participaram nesta sexta-feira, 06, de uma audiência pública promovida pela Câmara Municipal para discutir ações de prevenção e segurança no trânsito de Oeiras. Um levantamento feito pela Polícia Militar mostra que já passa de 1.700 o número de vítimas de acidentes de trânsito no município de Oeiras, em 2017.

O evento aconteceu no Ginásio Santaninha e foi precedido por uma caminhada, organizada pelo grupo Amigos do Trânsito pela Vida (ATV), encabeçado pela defensora pública do Ceará e ex-delegada regional de Oeiras, Jannayna Nobre – que recentemente perdeu a mãe em um acidente de trânsito.

091017 pi 2

Jannayna Nobre comenta que a grande adesão ao movimento demonstra que a população está atenta à necessidade de mudança de comportamento no trânsito. “Reunimos todos os poderes públicos, todas as entidades públicas e privadas, igrejas, estudantes de todas as escolas e várias associações da sociedade civil. Fizemos um evento grandioso, fiquei impressionada com tamanha adesão. Isso quer dizer que a sociedade quer mudar e está referendando esta campanha”, argumenta a idealizadora do evento.

“Ontem, o trânsito em Oeiras foi municipalizado, coisa que deveria ter sido realizada há 20 anos atrás. Hoje, as escolas estão se comprometendo a trabalhar educação no trânsito nas suas grades curriculares. Fizemos vários requerimentos, que serão encaminhados à Câmara Municipal, para que sejam feitos vários ofícios, reinvindicações. Foi um ponta pé inicial, foi uma semente plantada e é preciso que, agora, todos nos unamos para dar a essa semana a oportunidade de crescer, florescer e frutificar”, acrescenta Jannayna Nobre.

 

O evento acontece na mesma semana em que foi aprovada pela Câmara e sancionada pelo prefeito, a lei que implanta a Municipalização do Trânsito em Oeiras. No início da audiência pública, o vereador Espedito Martins fez a leitura de alguns pontos da legislação.

Ao longo desta semana, estudantes das redes municipal e estadual de ensino participaram de blitz educativas, alertando condutores de veículos sobre a importância de obedecer às leis de trânsito. Palestras, panfletagens e outras atividades educativas também foram realizadas dentro do projeto.

“Este é um momento de educação, chamando a atenção da sociedade para os altos índices de acidentes de trânsito que ocorrem na nossa cidade. Cabe a nós, população de Oeiras, sermos multiplicadores para fazer a educação para o trânsito acontecer na nossa cidade”, comenta a secretária municipal de Educação, Tiana Tapety.

Ascom, 09/10/17
 

TRÂNSITO: UMA QUESTÃO DE EDUCAÇÃO!

ABETRAN – George J Marques